Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

Queques Maçã (sem glúten e sem lactose)


30.01.18

Estes queques são ótimos para o lanche ou quando queremos algo doce para comer com o café.

 

Receita

3 maçãs

2 ovos

1 xic. de  chá de farelo de aveia (sem glúten)

1 xic. de chá de farinha de arroz

1 colher chá de fermento

1 colher sopa canela

1 colher de sopa de azeite

1 xic de leite de soja

mel qb

 

Abrir os ovos e juntar o farelo, a farinha, a canela e o fermento. Misture tudo e depois juntar o azeite, o leite e o mel. Mexer bem até criar uma massa homogénea e colocar a maçã cortada em cubos ( pode cortar consoante a preferência).

Coloca-se em formas, no meu caso eram de silicone por isso não necessitaram de serem untadas, e colocar no forno. No meu forno foi 30 minutos a 200 ºC, mas quando virem que estão a ficar douradinhos podem desligar. Os meus deram para 14 queques, mas depende do tamanho das formas.

E já está, são deliciosos..

              WP_20180130_002.jpgWP_20180130_001.jpg

 

 

 

 

 

Nutella Caseira


28.01.18

Não fui eu que inventei a receita, hoje apetecia algo doce e então fiz Nutella em casa.

 

Receita:

150gr de avelã

2 colheres de sopa de chocolate (100% cacau)

mel qb

2 colheres de sopa de água 

 

Colocar as avelãs no forno, até ver a pele exterior a descascar. Coloquei depois um pano para retirar as cascas das avelãs.

Quando as avelãs estiverem sem casca, eu coloquei na picadora até ver o óleo das avelãs e fui juntando os restantes ingredientes aos poucos.

No final temos um creme homogéneo, e já está, nutella para o lanche.

Não faz grandes quantidades como podem ver, mas vale a pena.

 

WP_20180128_003.jpg

 Link receita original: https://arquetipicocozinhainusitada.wordpress.com/2016/12/20/nutella-paleo-caseira-homemade/

Horta


26.01.18

Como mudei de casa, agora tenho um bocado de terreno, nada de grande um pequeno terraço, mas decidi fazer uma pequena horta, claro que não tenho a ilusão de tirar de lá muita coisa, mas o que tirar de lá já é bom e ando entretida (com alguma coisa útil). Então tenho andado em experiências, os meus pais têm uma quinta mas como devem imaginar as minhas idas a horta limitava-se a ir buscar qualquer coisa ou regar. Nunca tinha semeado nada, nem plantado nada. Então como agora tenho a oportunidade, tenho de aproveitar. Já plantei cebolas, alhos (coisa mais simples não há), couves, cebolinho e semeei salsa e coentros. 
 
A salsa fiz numa experiência tirada do youtube que por espanto meu (e do meu pai) até deu resultado. Coloca-se as sementes de salsa num recipiente com tampa, no fundo coloca-se papel de cozinha, depois as sementes e novamente outra folha de papel de cozinha, pulverizar com água, tapa-se e coloca-se no frigorífico (sim no frigorífico). Demora é verdade, mas resulta mesmo e as sementes de salsa rebentaram todas. E agora coloquei-as em casca de ovo (que segundo o youtube também é bom) e espera-se que cresça linda e forte para colocar na terra.
 
Tenho umas sementes de tomate em vasos para rebentar e depois colocar na terra, tenho também morangueiros numas floreiras e tenho de ver se compro alface para plantar. Estão a ver vai ser uma coisa pequena mas com um pouco de tudo ;) . 
 
Estou também a fazer um jardim lindo com suculentas, temos de poupar água e não há melhor espécie para colocar no jardim que não necessite de muita água. Ainda está tudo no começo, as flores ainda pequenas, mas quando estiver com alguma coisa que se veja eu coloco fotos.
 
Manter a cabeça ocupada para mim faz parte do cuidado com a saúde, para mim ficar no sofá a pensar na doença só me faz ficar pior. Tenho dores, sim tenho mas se ficar a pensar nelas até parece que se tornam pior. Assim desejem-me sorte para a minha pequena horta e o meu jardim ...
 

legumes.png

 

Stress (sim também tenho)


16.01.18

Uma pessoa pensa, porque é que uma pessoa tem stress? Deve de ter uma vida muito exigente, laboral ou pessoal. Entendo uma mulher que trabalhe, tenha filhos e ainda lida com a vida de casa tenha stress, totalmente normal. Agora às vezes vejo sintomas de stress em mim. Sim, e penso como é que podes ter stress se tens o dia inteiro para fazer o que quiseres, e se não fizeres nada ninguém vai atrás de ti perguntar, -O que é que se passa?. Mas por algum motivo o meu cérebro gosta de pensar completamente descontrolado, com coisas que tenho que fazer e não consigo.

 

Para mim os dias nunca chegam, ainda por cima agora que os dias são pequenos e o frio me limita. Chega às 16h e a luz não é a mesma, o frio congela-me as mãos e o meu dia acabou. Assim estou sempre com o sentimento de que ando a correr contra o tempo, tempo para fazer o que quero, quando quero. Isto como devem adivinhar não é saudável, tento de certa maneira controlar o meu cérebro e fugir da rotina. Fugir da rotina é importante, basta ir ver o mar para que fique mais centrada e calma, mas não dá para ir sempre, mesmo porque vivo longe do mar.

 

Por isso, aproveitei hoje para fugir a minha rotina, hoje não há limpezas nem arrumações (para ser sincera amanhã ainda lá está tudo para fazer) e fiz aquilo que me apetecia (dentro das limitações habituais, claro). Não cozinhei hoje, fiz refeições simples, fiz um bolo para me animar e comi o meu belo bolo ainda quente agarrada ao meu livro do momento "Origem" do Dan Brown, fiz uma caixa para colocar na casa de banho, que já andava para fazer a 1 mês, lanchei e agora escrevo no meu blogue a ver um dos meus programas preferidos "Say Yes to the Dress", podem dizer que é piroso mas, adoro moda e vestidos que nunca vou usar ;). E ainda tenho o resto do dia para aproveitar, descansar o cérebro e tentar mostrar-lhe que o mundo não acaba porque não faço as tarefas a tempo. 

 

stress-2.jpg

 

 

 

Cannabis


15.01.18

Assunto do momento, a legalização da cannabis. Pois é, a origem dos nossos medicamentos são provenientes de fontes da natureza, vegetais ou animais. Quer parte de animais, quer plantas com propriedades próprias que ajudam as pessoas com problemas a ter uma vida mais fácil. Alguns dos antibióticos são até provenientes de alguns fungos.

 

As drogas são também de origem natural, como a Cannabis e o ópio (que é proveniente de uma flor) , outras são produzidas em laboratório, como o Ecstasy e o LSD. A maioria são prejudiciais a saúde causando dependência e muitas das vezes a morte e por isso são também ilegais.

 

O facto de descobrirem que uma dessas drogas de origem vegetal, em doses pequenas tem o poder de fazer com que alguns sintomas de alguns doentes, com doenças graves, sejam amenizados e tenham uma vida melhor sem os efeitos secundários dos medicamentos atuais, para mim é uma boa noticia.

 

Tudo feito com consciência e prescrito por um médico credenciado, não vejo o problema da utilização. Para mim, que tem que lidar com dores neurológicas incapacitantes, se calhar seria melhor um comprimido de cannabis do que os medicamentos usados para o efeito que tem efeitos secundários graves. Sim, alguns podem ser raros, mas pode acontecer. Acho que o vídeo em baixo será elucidativo, é um doente com sindome de Tourette.

 

 

 

Preconceito entre deficientes


10.01.18

Preconceito, toda a gente sofre de uma maneira ou de outra certo? Mas vamos falar do preconceito entre pessoas com deficiência. Pois é, pensamos que estamos todos unidos, as coisas não são bem assim. A um tempo a andar na Internet, vi um comentário que me deixou a pensar. Era uma pessoa que tinha dístico de deficientes e estava, pelos vistos num shopping a olhar para outra Sra que tinha estacionado num lugar para deficientes, colocado o dístico e saído do carro a caminhar para entrar no shopping, essa primeira pessoa comentava que ela deveria ter deixado o lugar para pessoas que realmente precisam... Resumindo era isto..

 

Se tinha dístico, tinha direito ao uso desse lugar porque acho que não estão a oferecer dísticos nos pacotes de farinha Amparo, e pelo facto de uma pessoa sair do carro a andar, não quer dizer que não precise desse mesmo lugar. Há pessoas com cancro que têm dístico, pessoas com ELA, há pessoas com deficiências inúmeras que podem andar e ainda assim, podem necessitar desses mesmos lugares.

 

Eu felizmente, nos dias bons, ainda consigo andar sem canadianas e já me aconteceu situações dessas. Pessoas que ao verem que saio do carro a andar me questionam, se tenho dístico para poder estacionar, claro que tenho. Apesar de sair a andar, e o meu andar fica longe do andar de uma pessoa sem deficiencia, eu não consigo andar mais de 10 minutos seguidos, até que o cansaço dê conta de mim. Por isso, para mim esses lugares são essenciais para poder fazer a minha vida. Pensem nisso...

 

 

hqdefault (1).jpg

 

 

Dia de Cobertor


05.01.18

Hoje é um dia mau, dia em que tenho noção que, o que tenho pode realmente dar cabo de mim. Basta duas noites mal dormidas, para que os meus músculos entrem em colapso e é contractura por todo o corpo, de tal maneira que é difícil me mexer. Pois bem, passei a manhã na cama, como uma preguiçosa levantei-me às 11h, levei meia hora para me vestir porque é doloroso mexer um braço, quanto mais os dois ao mesmo tempo.

Fiz o almoço com dificuldade, agora espera-me uma tarde de tv deitada no sofá com a minha manta. Não gosto de estar assim. Não gosto de não poder fazer nada, e tenho tanta coisa para fazer. Queria começar a montar um canteiro de ervas aromáticas, arrumar a casa e limpar, e a minha cabeça não pára a inventar coisas para fazer. Mas hoje não há maneira de mover nem um dedo. 

 

Tarde de filmes e séries no sofá. Não é tão mau assim, já tive pior e sem conseguir deslocar-me sozinha eu sei, mas é a vida. Claro que me deixa frustrada e resumindo um bocado assustada, talvez amanhã seja um dia melhor e acorde sem sombra destas inflamações, mas também há possibilidade contraria. Amanhã logo vejo, vou enrolar-me na minha mantinha...

 

 

PARA-ON-PARA-CAMA-SOF-COBERTORES-ACONCHEGAR-cereja

 

 

 

 

Ano novo, vida nova (ou não)


04.01.18

Quando mudamos de ano, normalmente as pessoas costumam fazer as promessas de emagrecer, ir mais vezes ao ginásio, comer melhor, etc. Mas também sabemos que por um motivo, ou outro a vida acontece e por algum motivo essas promessas ficam pelo caminho. Não é preciso a mudança do ano para nós podermos tentar, ter uma vida melhor. Estipular objetivos atingíveis, se não consegue emagrecer 20 kg porque não estipular que perde 5 kg em dois meses? Será uma meta mais fácil e em um curto prazo. 

 

Deixando de falar em peso porque não podemos falar muito dos nossos fantasmas ;), para mim gosto também de estipular metas. A principal é ser feliz e tentar todos os dias ser uma pessoa melhor, na nossa vida há sempre alguma coisa que poderíamos ser melhor, e não há ninguém mais critico de si próprio do que nós mesmos. Gosto de todos os anos ir a um sítio que nunca fui, às vezes não é necessário ir para fora do país, o ano passado descobri uma praia nova que nunca tinha ido, e adorei, o importante é visitar lugares novos. 

 

Não coloco metas que sei que não são atingíveis, porque apesar do ano ser novo, eu sou a mesma do ano passado. Gostava de ser daquelas pessoas que metem na cabeça um objetivo e que não desistem até o atingir, mas não sou assim, sou eu, e por mais que haja coisas que não goste em mim, e que tento mudar, há coisas que gosto e tenho de me aceitar como um todo. Porque se não gostarmos de nós quem gostará? Certo.

 

que-o-ano-novo-traga-a-forca-necessaria-para-corre

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.