Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

Caminhadas??? A sério???


29.04.18

Eu vou a minha médica de família regularmente, faço os meus exames anuais de rotina. À pouco tempo fiz as minhas análises de rotina, marquei consulta e lá vou eu para o médico. A minha médica nesse dia não estava e  fui consultada por uma médica que está a fazer estágio com ela. Tudo bem por mim, não tenho nada contra. Então lá fui eu, azar por azar tinha o colesterol um bocado alto, o meu corpo produz colesterol em elevadas quantidades, o que faz com que o colesterol bom HDL esteja alto e o total também aumenta. Já é assim a anos, claro que tenho de ter cuidado na alimentação. 

 

Assim lá começou a médica, com o que acho que lhe ensinam na escola, retirar manteiga (que não como, sou alérgica), carnes vermelhas (que como raramente por opção), enchidos (que não como também) e qual não é o meu espanto quando ela me diz para fazer meia hora de caminhadas por dia. Meia hora de caminhada??? Sinceramente era algo que gostaria de fazer, especialmente quando está bom tempo, deve saber bem ir passear, fazer alguns passeios pedestres, estar em contacto com a natureza.

 

Mas é coisa que não poço fazer e visto que entrei no consultório de muletas e com a minha ficha aberta no computador à frente, fiquei com cara de parva a olhar para a médica. Ela reparou a minha cara ( não tenho cara de poker) e perguntou-me qual era o problema, e eu na minha boa vontade disse que seria um bocado difícil para não dizer impossível, caminhar durante meia hora. Aí sim a senhora olhou para a ficha, e disse "Ah tem uma doença não é?", pois se calhar é. Ás vezes pergunto-me como é que os médicos vão consultar alguém, sem olhar ao menos para a ficha médica. Até parece piada mandar uma pessoa com dificuldades motoras fazer caminhada. O pior é que não foi. 

 

Caminhadas.jpg

 Imagem internet

 

 

 

Floreira de caixas de fruta


27.04.18

Gosto de fazer artesanato com coisas que muitas pessoas, se calhar colocavam no lixo. Assim vou colocar aqui alguns trabalhos que gosto de fazer com material acessível. Pode ser que inspire alguém e que me mostrem os vosso trabalhos, já ficava contente.

 

Material:

2 caixas de fruta

Tinta spray

Caneta corretora

 

Então vamos lá, tinha duas caixas de madeira de morangos em casa, estavam um pouco sujas dos morangos por isso pintei-as de preto.

thumbnail_WP_20180427_003.jpg

Cá estão pintadas de preto. Coloquei da maneira que mais gostei, escrevi "Home" com a caneta correctora, podem escrever o que mais gostarem e só faltava os vasos para me poupar espaço (sou viciada em flores ;) ). Boa ideia, fácil e económica.

thumbnail_WP_20180427_004.jpg

 

Gripe


26.04.18

Esta semana tive uma visita indesejada, a famosa gripe que literalmente dá cabo de mim. Toda a gente tem constipações e gripes é verdade, mas tendo uma doença como a minha a coisa torna-se um bocadinho mais complicada.

 

O facto de  gripe se apoderar do nosso corpo faz com que o nosso corpo tenha diversas inflamações e inchaços. Inflamações respiratórias, musculares as comuns dores no corpo e outros sintomas. E o nosso corpo liberta o sistema imunológico para nos ajudar a combater o vírus. Isso é comum em toda a gente. Agora imaginem isto tudo numa pessoa já com inflamações constantes, falta de respiração e com tendência a contraturas. Pois é, dá cabo de mim, três dias de cama e ainda me sinto como se tivesse passado um camião por cima do meu corpo. O cansaço é tal que é difícil fazer seja o que for. A falta da respiração também é constante. Enfim é a vida, só me resta esperar que passe.

Escapadinha


22.04.18

Gosto de sair da rotina, ir ver o mar. Há qualquer coisa na ondulação que me acalma e me deixa carregar as baterias. Desta vez fui até a Nazaré. Sempre que vou até a praia parece que venho com um novo fôlego e também gosto de voltar a casa claro. Parece que com o dia-a-dia agente se esquece do porque chamamos lar a nossa casa. Quando volto tenho aquele sentimento do voltar ao lar.

 

Deixo aqui umas fotos, para se inspirarem..

Summer Afternoon (LazyLens 20180421 030359 HD).jpgWP_20180420_002.jpg

 

 

Comida Saudável


18.04.18

Acho que um dos assuntos importantes, para todas as pessoas, é uma alimentação saudável. Há coisas que sabemos de podem ajudar numa vida saudável a longo prazo. Uma alimentação saudável, exercício e descanso de qualidade. Toda a gente sabe, mas maior parte das pessoas se vão esquecendo algures no percurso da vida.

 

E podem dizer "Ah isso é problema de pessoas que andam sempre nos restaurantes...". Mesmo que se cozinhe sempre em casa, muitas das vezes nem temos noção do que vem para casa com "cara" de saudável e na verdade ao ler o rotulo, não conhecemos nem metade dos ingredientes que leva. Hoje em dia a industria alimentar está preocupada com o que nos sabe bem, açúcar sabe bem, na aparência dos alimento, daí os conservantes. Quando for ao supermercado da próxima vez, olhe para os ingredientes e veja quantos são os alimentos que supostamente não deviam ter açúcar e têm, só por curiosidade. Já encontrei açúcar em simples hambúrgueres de carne de aves. Quando o assunto é a saúde, acho que é importante sabermos o que comemos.

 

Não são só os médicos que têm a competência de cuidar de nós. Temos de aprender que a medicina preventiva começa por nós. São as opções que fazemos diariamente que têm repercussões no futuro. Toda a gente sabe que o excesso de peso resulta em enumeros problemas de saúde graves e num limite pode levar a morte. Cuidem da vossa saúde, um dia de cada vez e vão ver que a longo prazo vai mudar a vossa vida e sentirem-se muito mais felizes.

 

medicina-preventiva.jpg

 Imagem internet

 

 

 

Projecto de Emprego para Deficientes


17.04.18

Há projetos que vale a pena divulgar, há projetos que acredito fazer a diferença na vida das pessoas. Há projetos de integração que são necessários e seria bom que houvesse em todas as cidades. Este projeto de Vila do Conde é de divulgar.

 

As pessoas com deficiência qualquer que seja, física ou mental têm capacidades para o mercado de trabalho, têm necessidade de se sentir inseridos e valorizados pelas suas capacidades. Uma pessoa com deficiência inserida na sociedade e no mercado de trabalho têm uma qualidade de vida maior. Todos têm capacidades que podem ser úteis, que todos tenham a oportunidade de as mostrar.

 

Vamos incentivar este tipo de iniciativas. Divulgar e conhecer. Conheçam mais neste link: http://madi.pt/valorin/

Preconceito (visível)


15.04.18

Acho que ás vezes as pessoas pensam que somos todos burros, informação importante não sou burra nenhuma. A pessoa até pode nem dizer nada, pode nem me direcionar uma única palavra e eu sei que esta pessoa tem um visível preconceito contra pessoas "diferentes".

 

Como é que eu sei? Simples, quando vais a uma loja e te diriges a caixa para pagar e a pessoa atrás do balcão nem sequer olha para a tua cara, simplesmente sabes que não vale a pena falar porque essa pessoa nem vai te responder. E quando o cabo do ATM não chega o baixo suficiente para poderes efetuar o pagamento, essa pessoa nem se incomoda em mover um dedo. Dá vontade de nunca mais lá voltar.

 

É assim, há dias que me deparo com gente menos informada que rejeita algo que não conhece. Não sou de outro planeta, sou uma pessoa normal como qualquer outra. E esse tipo de atitude só me deixa triste pela humanidade é uma atitude de ignorante que decide ignorar uma pessoa só porque sim. 

 

 

 

Tag Primavera


14.04.18


Fui nomeada pela autora do blog: https://educarcomvida.blogs.sapo.pt para responder ao Tag Primavera, fica o meu agradecimento e vamos lá responder às questões.


Qual é a tua cor preferida da Primavera?

A minha cor preferida na primavera são todas :), gosto da mistura das cores das flores nos campos, as flores brancas, com as amarelas, as vermelhas e as roxas. Simplesmente lindas.

E como com ela chegam os intensos raios de sol, os óculos escuros vêm a calhar. Qual é o teu modelo preferido?
Tenho uns óculos de sol da polaroid, porque tenho olhos sensíveis e com os reflexos da luz não vejo nada..

O que mais gostas de fazer nesta estação?
Gosto de passear, gosto de ir para a natureza, ver os campos em flor. 

Um perfume cujo aroma te lembre esta altura.
O perfume não é meu, a minha mãe gosta de usar é o Flower da kenzo.

A tua coisa preferida sobre a Primavera.
O sol. Adoro sentir o sol na pele, agarrar num livro e sentar-me ao sol, é simplesmente perfeito.

Bem cá ficam as minhas respostas, espero ter estado a altura do desafio ..

Nomear  Alfa, Helena Duque e Chic`Ana (vamos ver se as pessoas nomeadas vêm isto)

Boa iniciativa 

 

84cedb407cb34047cc337e7fb3433927.jpg

 Imagem internet

 

 

 

 

Alergia a Proteína da Vaca


12.04.18

Sempre tive alergia a caseína desde que me lembro. Quando era pequena a minha mãe conta que os médicos mandaram retirar o leite de vaca, porque estava a ficar cheia de manchas. Mas quando cresci a coisa ficou mais controlada, nunca comia carne de vaca (quando comia, provava, lá vinham as manchas), mas bebia leite sem problema. Foi passando os anos sem preocupações. Quando tinha uns 20 anos aí a coisa piorou, grande inchaço abdominal, dores horríveis e estava constantemente mal disposta, fiz inúmeros exames incluindo uma endoscopia, medicamentos e nada me encontravam, até que relembrei o médico da minha alergia e ele me retirou novamente o leite. Automaticamente comecei a sentir-me melhor.

 

Sem leite de vaca de qualquer tipo, fui substituindo por leite de soja. Evitava o queijo de vaca, mas também se comesse teria no máximo umas manchas no dia seguinte e uma barriga inchada. Para mim nada que me preocupasse muito, até a uns meses atrás. Pois, como acontecia algumas vezes em casa de amigos, comi um queijo fresco de vaca e adivinhem lá, comecei a inchar que nem uma bola. Era a cara, a língua e lá fui eu para o hospital a correr antes de ficar com a garganta inchada e sem respirar. Anti-histamínicos para a veia e lá venho para casa medicada.

 

Pois, não sei se é o meu sistema imunitário que estará mais fraco, mas desde esse dia tenho de ter cuidado com tudo o que passa pela minha boca. Se pensarmos bem quase tudo tem algum derivado da vaca,  quer seja manteiga, leite, carne de vaca, queijo . Até em casa de outras pessoas a minha alimentação está restrita. É quando se pensa que já temos que chegue, lá aparece outra coisa. Enfim agora passo a vida a ver rótulos no supermercado, porque ás vezes aquilo que não tem leite, nem manteiga, tem soro do leite que é resumidamente a mesma coisa. Enfim vamos em frente.

 

7d1558c6bec1764ae73fdac7d5d86224.jpg

 

De certeza que não há cura?


09.04.18

Esta é uma das questões que de vez em quando surge... Será que não há mesmo cura? Será que já viste aquele ou o outro médico? Bem e o que responder... Não basta a minha frustração interior, ainda tenho estes "diabinhos" que me fazem sentir que não estou a esforçar-me o suficiente, que se calhar devia marcar consulta com todos os médicos existentes na fase da terra.

 

Esta luta já começou a alguns anos, primeiro com os meus pais que desde que me lembro tinha consultas frequentes, em vários locais. E mais tarde por mim, que de uma maneira ou de outra fui procurando outros profissionais, sempre que achava que não era bem o que queria. Sim, temos o direito a mudar de médico. Assim visto eu também ter alguns conhecimentos de Inglês, estou sempre a par das novidades e dos tratamentos. Por isso, não não há cura e se houvesse eu saberia. Eu sei que muitas das vezes as pessoas estão a tentar ajudar. Ok é verdade, mas às vezes estou cansada, cansada do assunto, sempre a mesma questão.

 

E acreditem que não há bruxas, nem milagres que ajudem. Eu já estive em Fátima . Por isso, espero que a cura exista no futuro, mas também sei que provavelmente não virá no meu tempo, mesmo porque nem a médica sabe ao certo o que tenho . Por isso não adianta procurarem em jornais, ou em algo parecido. Sou seguida por bons profissionais, profissionais interessados, quando houver cura eu saberei certamente.

 

hqdefault (2).jpg

 

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.