Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

Animais cá de casa...

24.07.20

Ainda não mostrei os residentes actuais cá de casa. Depois da perda dos meus porquinhos da índia em Dezembro fiquei muito triste, mas tendo todo o material para acolher outro animal e dar-lhe as condições necessárias, foi o que aconteceu. Tenho outro porquinho da índia, o Dobby que é um amor. Para ser sincera tive pena dele numa loja de animais, porque era muito pequeno e estava junto de dois porquinhos maiores que quase o atropelavam de tanto fugir. Olhou para mim com aqueles olhos assustados e não resisti, veio comigo para casa... Chegou cá a casa nem cuicui fazia, morria de medo de tudo o que mexia, mas com o tempo e carinho foi ganhando confiança.

20200630_114538.jpg

O outro residente já está comigo desde setembro do ano passado, nunca vou esquecer de quando ele chegou a casa, foi-me dado por uma pessoa que amo muito mesmo antes de ser internada, chama-se Azul e é um Diamante Gould. Não sei mas há qualquer coisa nele que me transmite calma e canta lindamente.

20200629_170834.jpg

Para mim, que cresci numa miniquinta, rodeada de animais, como galinhas, patos, cabras, cães, pássaros, etc... Faz sentido ter animais em casa, ajudam-me muitas vezes a manter a minha sanidade mental. Claro que com a doença também vem o receio, receio de não conseguir cuidar deles, o que já aconteceu várias vezes, felizmente tenho um parceiro que me ajuda sempre a cuidar deles quando eu não consigo. E vocês têm animais? 

 

Bom fim-de-semana