Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

Dia dos avós


26.07.18

feliz-dia-dos-avos-porque-sao-voces-que.jpg

 

 

Infelizmente já não poço passar o dia ou telefonar a nenhum dos meus avós. É engraçado como há sempre coisas que ficam, para mim cada um dos meus avós deixam uma memória relacionada com comer.

 

Avô paterno - Morreu quando eu era bastante nova e sempre me lembro dele na cama, mas tinha sempre para me oferecer um rebuçado Dr. Bayard. E ainda hoje quando vejo os rebuçados me lembro sempre de ficar sentada junto a cama dele a comer os rebuçados.

 

Avô materno - Gostava muito de fazer horta, gostava de plantar e colher o que estava na horta. Uma coisa que tinha que eu adorava eram os seus morangos, ele ia sempre ir buscar os morangos a horta para eu comer e fazia-me uma grande taça deles cortados e escusado será dizer que eu adorava. Ainda hoje tenho morangueiros da mesma espécie.

 

Avó paterna - Gostava de comprar aqueles pães caseiros grandes a padeira, quando era pequena adorava o miolo do pão e não gostava nada de côdea (ainda hoje é assim, o que faço é comer primeiro a côdea). Lembro-me de ficar uma tarde com ela e ela tirar o miolo todo do pão para eu comer ao lanche e ela ficar com a côdea para ela. 

 

Avó materna - Era diabética e trazia sempre com ela algo para comer, o que trazia com mais frequência era as bolachas Maria. Havia sempre bolachas Maria nos bolsos da avó e passava o tempo a oferecer bolachas Maria. 

 

As recordações ficam sempre que vejo ou como alguns destes alimentos, uma memória doce que nunca vai saber igual. Os alimentos nunca vão ter o mesmo sabor...

 

 

Link da imagem

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D