Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

Esconder ou assumir?


01.12.18

 

Escondido.jpg

 

 

Já li, em diversas ocasiões (por aqueles que podem), a tentativa esconder as doenças ou patologias que têm, porque talvez seja uma hipótese mais fácil, mas será a melhor? Claro, que ninguém tem nada haver com a nossa vida, cada um faz o que acha melhor. Mas será que as pessoas estão na verdade a tentar esconder-se dos outros, ou estão a tentar esconder a verdade de si próprias?

 

Já falei aqui que a aceitação é na verdade uma grande ajuda, tanto a nível de estereotipo de beleza, mas também na aceitação de nós próprios como somos. Quando nos deparamos com alguma coisa complicada como esta, e como esta há tantas outras, a aceitação é sem dúvida o primeiro passo para tudo, até para a recuperação (quando esta é uma hipótese). Não têm que andar a gritar ao mundo o que têm, claro, mas assumam, assumam para vocês mesmos e para quem quiserem vão ver que será tudo mais fácil depois.

 

 E quando o facto de ser uma pessoa portadora de deficiência, possa ajudar alguém (como espero estar a fazer aqui), quando me dá acesso a seja o que for, como informação e algumas regalias (que sejamos sinceros não são muitas), não tenho qualquer problema em me expor. Contar o que tenho, nem que seja para partilhar experiências. Não vou ter medo de represálias, nem do que vão pensar, afinal eu tenho uma doença degenerativa e quanto a isso não posso fazer nada.

 

 

Link da imagem

6 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D