Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

Fisioterapia com doença degenerativa

21.06.18

Mulher-sozinha-e-triste.jpg

 Site imagem

 

Ir a fisioterapia com uma doença degenerativa acaba por ser um bocado frustante. Não pela fisioterapia em si, mas deparo-me a olhar à volta e vejo, pés partidos, pessoas operadas ao joelho, pessoas idosas, pessoas que tiveram acidentes. Mas o que têm estas pessoas todas em comum que eu não consigo ter? A recuperação.

 

Todas elas têm a hipótese de se recuperar, algumas delas já quase recuperadas e eu continuo com aquele sentimento de frustração e impotência, porque por mais fisioterapia que faça por mais exercícios que faça a recuperação nunca é uma hipótese para mim. Nunca posso ter esse objectivo porque simplesmente não é opção.

 

Não me intepretem mal, eu fico feliz pelas recuperações, mas gostarias de ter essa hipótese. Sim tenho de viver um dia de cada vez. Eu sei, sei bem o que é isso, mas ás vezes é simplesmente frustrante.

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.