Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

Luta ou aceitação?


21.08.18

2905ADA0-7843-442B-9F72-399A4433A444.jpg

 

 Às vezes a vida tem coisas que não estávamos a espera, não estou só a falar da minha vida. Claro que não estava a espera de ter uma doença degenerativa e no entanto tenho. E não é preciso ser doenças, há pessoas que não aceitam cicatrizes, rugas da idade, maneiras de ser... Continuo a ver pessoas a tentar lutar contra o inevitável, devemos lutar sim, devemos lutar por aquilo que achamos que pode ser diferente, lutar por causas que acreditamos, lutar por coisas que nos inspirem. A luta é necessária em vários aspetos da vida claro, mas lutar contra algo que é inevitável trás sofrimento, sofrimento que causa danos profundos, porque é uma luta sem vitória no fim.

 

Não sei como vou estar para o ano, e hoje estou pior que no ano passado. E não faz mal, não faz mal que seja assim, ninguém sabe o futuro e amanhã é amanhã. Aceitar que o meu estado hoje e aproveitar o hoje o melhor que consiga ...

 

O facto de aceitar, não é sinal de fraqueza é sinal que aceitamos o que somos da maneira que somos e amanhã se for diferente para melhor ótimo, mas aceitar que o mais provável é que não seja melhor não há mal nisso. Aceitar que não vamos voltar a ser o que fomos e a fazer as coisas como fizemos e não há mal nisso, fazemos de outra maneira e se não se consegue, pede-se ajuda (ainda ando a trabalhar nesta fase). Isso faz de nós, nós mesmos, porque aceitar o que somos da maneira que somos a cada fase da nossa vida, demonstra que estamos bem com quem nós somos. E nós somos a pessoa mais importante da nossa vida.

 

 

2 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D