Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

Mala ideal

28.09.17

transferir.jpg

 Imagem da internet
 
 
Este post é para todas as mulheres, mulheres que usam malas e maior parte delas erradamente. Pois é, a moda exige e maior parte das vezes usamos malas cada vez maiores e cada vez mais pesadas. Vamos ser sinceras ficam lindas, mas a nível da postura da nossa coluna é extremamente prejudicial. Isto foi um assunto que sinceramente pouco me tinha debruçado, até que fui diagnosticada com uma doença degenerativa, aí numa sessão de de fisioterapia a  fisioterapeuta pegou na minha mala para colocá-la noutro local e perguntou-me "O que é que trazes aqui? Pedras..." essa frase ficou-me na cabeça, já tinha uma tendinite no ombro direito que me andava a chatear a algum tempo, fui e pesquisei sobre o assunto. O peso que as mulheres trazem nas malas faz com que o peso fique desproporcional. Ficamos com mais peso  num lado do que do outro, fazendo as mulheres fazerem compensações com a coluna, muitas das vezes trás deformações na coluna e dores. Pois é, não basta muitas das vezes estarmos mal sentadas o dia todo, como depois ainda andamos tortas com o peso da mala. Mas não precisa de ser sempre assim. Vi neste site algumas dicas para reduzir o peso da mala.
 
"Recomendações da Associação Spine Matters
- REDUZIR O PESO DA MALA. O ideal é que o peso da mala não ultrapasse 5% do peso da pessoa: uma mulher de 60 kg, por exemplo, não deve carregar uma mala com mais de 3 kg;
- FAZER UM CHECK-UP DIÁRIO À MALA. Colocar na carteira apenas o que é necessário e que sabemos que vamos mesmo precisar;
- DAR PREFERÊNCIA A MALAS MAIS PEQUENAS. Evitar usar malas muito grandes. Quanto maiores forem, maior será a tendência para transportar mais objetos;
- ROÇAR DE OMBRO FREQUENTEMENTE. Evitar carregar a mala de um lado só. Alternar o peso entre os ombros ajuda a manter o equilíbrio e pode prevenir lesões musculares e articulares;
- OPTAR POR ALÇAS CONFORTÁVEIS. É importante escolher alças mais confortáveis, largas e almofadadas, para obter o máximo de bem-estar;DISTRIBUIR MELHOR O PESO. Utilizar malas com alças transversais ou com duas alças, que ajudam a distribuir melhor o peso pelos dois ombros;
- ECONOMIZAR ESPAÇO. Na bolsa com os produtos de higiene e beleza, dê preferência a frascos de menor dimensão, que sejam mais leves e que ocupem menos espaço;
- NÃO ACUMULAR TUDO NUMA SÓ CARTEIRA. Se costuma andar com agendas ou blocos de notas, opte por utilizar uma mala específica onde carrega todos esses itens, de forma a equilibrar o peso;
- PRATICAR EXERCÍCIO FÍSICO. Pratique exercícios que ajudem a fortalecer os ombros, como ioga, pilates ou pesos leves. De vez em quando, experimente caminhar sem mala, para equilibrar o seu andar natural: por exemplo, quando sair para almoçar; ao fim de semana, pode deixar a carteira de lado e caminhar com os braços soltos no seu balanço natural."
 
site: https://saudebemestar.com.pt/malas-de-senhora/
 
Depois de estas dicas todas aqui vai as minhas malas ideais :

hmprod.jpg

 Imagem da Internet
 
Malas a tiracolo, são pequenas, evitam que as encha de tralha que não precisa e têm uma boa distribuição do peso (adeus dores no ombro ;) ). Fica a sugestão, espero que tenham gostado.