Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

Moda


13.10.17

transferir (2).jpg

Tudo é bonito, glamoroso e cada vez que muda a estação lá estão as novas roupas, novas cores e novos cortes de cabelo, etc. Para mim sempre foi um problema, principalmente na adolescência. Eu sempre usei botas ortopédicas que sempre eram o ultimo grito da moda, estou a brincar, claro que eram horríveis, enfim continuam a ser. Mas sempre tive tendência de as esconder, tanto que algumas vezes me perguntavam se tinha pés, os meus pés, devido a doença, são mais pequenos do que os normais. E assim, lá estava eu de calças e sem pés visíveis, escusado será dizer que mesmo quando as saias de pregas estavam na moda, eu nunca coloquei uma saia. Aliás só usei a primeira saia quando tinha já uns 18 anos. Aprendi a lidar com isso, hoje em dia já há roupas que também não poço usar, não uso camisas com botões e os botões das calças de ganga são um desafio mas há alternativas nunca se esqueçam. Mas vamos ser sinceras nem tudo o que saí se enquadra comigo, nem tudo se enquadra com as minhas limitações, nem tudo o que está na moda eu gosto ou se enquadra no meu "estilo", meto entre aspas porque não sei se tenho propriamente um estilo, uns dias estou mais descontraída, outros dias mais sofisticada. Acho que todas as mulheres são assim. Claro que como toda a mulheres tenho curiosidade, não seria eu se não espreita-se as novidades, agora se compro? Compro algumas coisas mas não me pélo pelas últimas tendências da moda, nem por gastar rios de dinheiro em roupa. Acho que a roupa certa para nós é aquela que nos faz sentir bem connosco, sejam calças justas ou calças a boca de sino. Hoje em dia há várias opções para toda a gente e para todos os corpos, por isso "façam o favor de serem felizes"  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D