Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

Ajudas técnicas dedos


21.01.19

Venho aqui mostrar como muitas das vezes, somos nós que temos de procurar as nossas ajudas técnicas. Os meus dedos andam a perder a força, e o teclar no pc estava a tornar-se difícil. Assim toca a pensar em alternativas. Esta foi a primeira, feita pelo meu pai, em cobre. Um anel cheio de  estilo como se vê  :

WP_20181215_15_39_54_Pro (2).jpg

Depois mais tarde achei a venda este, o efeito é o mesmo e acho que à algum tempo estavam na moda.

WP_20181215_15_41_16_Pro.jpg

Trago sempre o último na mala para quando é necessário, e o outro uso por casa. Foi uma maneira fácil de resolver o problema, agora tenho o dedo muito mais estabilizado e escrevo no pc sem grande esforço. 

 

Moedas para carrinhos de supermercado


17.12.18

Com o evoluir da minha doença, fui perdendo maior parte do tônus muscular nos dedos das mãos (e das próprias mãos também). Mas houve coisas que foram-se tornando algo difíceis. Uma delas foi o retirar as moedas dos carrinhos do supermercado, outra foi retirar o cartão multibanco de algumas caixas ATM, mas essa vou tentando evitar.

 

Sei que pode parecer algo estranho, mas a verdade é que quer fossem moedas normais, ou mesmo aquelas de plástico, depois de ir às compras e colocar o carro do supermercado no devido lugar, retirar a moeda no final era complicado. Houve uma vez que, sendo uma moeda de plástico, acabou por ficar no carro porque não havia dedos com capacidade de a retirar de lá.

 

Assim, partilhei a minha dificuldade e não querendo retirar a ideia do autor verdadeiro da invenção, o meu pai, encontramos solução. Tenho felizmente uma família que me ajuda sempre, que há alguma dificuldade e assim venho partilhar. Se houver alguém com a mesma dificuldade, veja esta dica fácil.

 

WP_20181214_15_12_53_Pro (2).jpg

Faz-se um buraco na moeda (convém ser na ponta da moeda) e coloca-se uma argola. Assim a moeda está sempre presa e é fácil de puxar. Dica fácil e útil mesmo para quem não tem nenhuma dificuldade, dá sempre jeito ter as moedas à mão.

 

 

Dificuldade de adaptação a ajudas técnicas


19.06.18

Não sei se é por ser nova mas nem sempre consegui adaptar-me a ajudas técnicas. Algumas na minha opinião simplesmente não são práticas. Como este tipo de tala:

 

TALA-FUNCIONAL-POLEGAR-2.jpg

Site imagem

 Foi-me recomendado usar estas talas diariamente. Ok eu sou dona de casa, estou constantemente a lavar as mãos, a loiça e gosto de pintar. Deviam de ver as minhas talas depois de uma semana. Não são práticas e prefiro fazer as coisas do que estar a limitar as minhas funções. 

 

Não é problema de usar, simplesmente não são práticas e não foi as únicas que falharam. Acho que deve de haver um equilíbrio entre o viver a vida e a utilização dos produtos. Claro que há pessoas que não usam porque têm medo do que as pessoas vão dizer, ou como vão reagir. Há pessoas que deixam de sair de casa porque não querem ser vistas com cadeira de rodas.

 

Para mim tudo o que me ajuda a ter uma vida melhor é bem vindo.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.