Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

Orquídeas morrem sempre


30.03.19

Oiço muita gente dizer, que não têm sorte com orquídeas, que requerem muitos cuidados ou que elas morrem sempre. A culpa não é das plantas garanto. E vou demonstrar.

Ofereceram-me esta orquídea que ainda não tinha:

 

WP_20190323_18_08_00_Pro.jpg

 

Chegou a casa e passado uns dias comecei a ver que os botões estavam a cair, não gosto muito de lhes mexer quando estão em flor.. Mas algo não estava bem. Fui mexer na terra e surpresa ...

 

WP_20190328_10_56_52_Pro.jpg

 

Isto é o que colocam nos vasos para a orquídea se aguentar mais tempo sem água. Uma espécie de esponja e esfagno.. O esfagno vá que não vá, agora aquela esponja que absorve água e não deixa a água drenar, acabando por apodrecer as raízes com excesso de humidade.. Por isso é que muitas das vezes agente leva uma planta linda para casa e depois morre, sem sabermos bem o que aconteceu.

 

O melhor é ver as raízes de plantas compradas, onde quer que seja, supermercados ou centros de jardinagem. Já vi em várias plantas com este tipo de solo, compradas em vários locais diferentes. 

Se remover essa esponja, colocar solo apropriado e seguir as minhas dicas aqui, a probabilidade de terem plantas lindas será maior ;) ...

Plantas aéreas - Tillandsias


25.02.19

WP_20190222_11_28_38_Pro.jpg

 

Tillandsias: Plantas da família das bromélias. Plantas aéreas que habitam em árvores, existe mais de 400 espécies destas plantas. 

 

O que eu acho: Estas plantas estão de momento na moda. Tenho de confessar que adoro estas pequenas plantas, tenho várias espécies e ficam bem em todo o lado. Fáceis de cuidar (como eu gosto) pode fazer vários suportes e colocá-las pela casa sem problema.

 

Como cuidar: Necessitam de poucos cuidados, e são muito resistente. Gostam de claridade, não sol directo. Rega é feita por imersão em água morna durante 30 minutos, no final deixam-se secar com a coroa virada para baixo, só quando bem secas colocar novamente no suporte. Normalmente rego de 15 em 15 dias no inverno e no verão de 8 em 8 dias. Pronto, plantas lindas e bem cuidadas por muito tempo.

Estas foram as minhas últimas aquisições cá para casa (a do meio veio podre na coroa, resultado de rega sem a secar virada para baixo, o vendedor depois deu-me outra, mas pronto coloquei-a ali também )

 

WP_20190222_11_28_20_Pro.jpg

 

Planta Dracaena


13.10.18

Planta Dracaena

 

dracacena.png

 

 

 

O que eu acho: Uma planta resistente de baixo custo, comprei uma super pequena e depois voltei a comprar outra de cor diferente.  Para mim as minhas ainda estão num tamanho aceitável, mas já vi algumas que depois ficam num tamanho exagerado e têm de ser podadas. Se calhar vou podar a minha para o ano.

 

Como cuidar: Requer poucos cuidados, e é muito resistente. A minha está na minha sala onde recebe iluminação sem sol directo. Faço regas uma vez por semana, no tempo de calor e no inverno quando me lembro. Boa planta para quem não quer ter muito trabalho.

Lírio-da-paz


09.08.18

 

lirio-da-paz-vaso.jpg

 

Lírio-da-paz

Nome: Spathiphyllum wallisii

Naturais da região equatorial, esta planta dá "flores brancas", entre aspas porque não são realmente flores. Esta planta dão folhas de cor diferente, neste caso brancas que são regularmente confundidas com flores que em ambiente ideal dá todo o ano. Aqui em Portugal só consigo ter as "flores" no verão.

 

 

 

O que eu acho: Uma planta de baixo custo e que se encontra facilmente a venda. Comprei uma que ficou enorme e já separei e fiz mais vasos. Dizem que trás boa energia e segundo a NASA ajuda a purificar o ar. As "flores" são lindas e torna-se uma planta grande que enche qualquer espaço.

 

Como cuidar: Esta planta requer mais cuidados, gosta de um local iluminado mas sem luz direta. Regas regulares mas sem água parada, devemos sempre deixar o solo secar entre as regas. Eu rego semanalmente com pouca água, quando vejo que está a sair do vaso, está bom. Quando estamos a exagerar nas regas ela reflete com folhas secas. Limpar de vez em quando as folhas quando tiverem pó, o pó impede as folhas de fazer a fotossíntese. Coloco as bolas de adubo azul  na primavera.

 

Link da imagem

Palmeira


04.08.18

 

palmeira-areca.jpg

 

 

 

 

 

Nome: Chamaedorea elegans

Uma palmeira de porte pequeno. Originária do México e Guatemala. Usada frequentemente em decorações de interior.

 

O que eu acho: Tenho 3 destas, adoro palmeiras. Uma adquirida a pouco tempo. Já tenho estas a vários anos, uma das primeiras plantas que tive em minha casa. E continua a dar ar da sua graça na minha sala. Adoro as suas folhas. Linda.

 

Como cuidar: Esta palmeira não requer muito trabalho, tenho num local iluminado dentro de casa mas sem luz direta. Rega no verão uma vez por semana e no inverno quando me lembro. É uma planta resistente. Gosta de banhos de chuveiro de vez em quando. Adubação coloco uma colher de café adubo azul na primavera e já está.

 

Link da imagem

Nova Palmeira


19.07.18

Já a algum tempo que queria comprar uma palmeira (chamaedorea elegans) destas. Já tenho outra de espécie diferente, são plantas resistentes, sempre bonitas e que requere poucos cuidados. Então este fim-de-semana tive de trazer esta.

 

Gosto de antes de adquirir qualquer planta ter uma de referência. Ás vezes vê-mos plantas nos centros de jardinagens lindas, mas depois não aguentam a temperatura e o clima que temos cá. Gosto de ver o local onde as colocar e qual a melhor planta. Dá algum trabalho é verdade, mas gosto de tentar prever as condições o melhor possível. Ainda não está no vaso que pensei para ela, cada coisa seu tempo. 

 

 

WP_20180716_14_29_25_Pro (2).jpg

 

Dica orquídeas


19.10.17

Um dos meus maiores vícios são sem dúvida as flores. Tenho várias e de várias espécies, mas uma das minhas preferidas são as orquídeas. Tenho várias espécies, mas a que tenho tido mais resultado são as phalaenopsis, são também as que mais se vê a venda nos supermercados. À conversa com várias pessoas vejo a dificuldade que têm em cuidar delas, na minha opinião mais por falta de informação, porque não são mais difíceis de cuidar do que qualquer outra planta. Por isso, decidi fazer aqui um post para mostrar as pessoas que dizem não ter sorte com este tipo de orquídeas como eu faço. Pois bem, 

1º Escolha da planta, cuidado com as plantas que já vêm conchonilhas, que é das pagas mais comuns entre as orquídeas, e muitas das vezes elas já estão contaminadas quando chegam a casa. Pesquisem sobre isso, e ao mínimo indicio não comprem.

2º Os vasos que elas normalmente trazem, os transparentes, são transparentes por um motivo. Esta espécie tem a capacidade de fazer a fotossíntese pelas raízes e muitas das vezes as pessoas colocam-nas em vasos lindos, mas que tapam a claridade na raiz o que faz com que a planta não fique saudável. Deixem esses vasos assim, transparentes. 

3º Quanto a iluminação, basta observar as folhas. Normalmente não gostam de luz direta, o que faz com que as folhas apareçam com manchas castanhas, logo um local que receba sol, não será o mais indicado. Um local com claridade mas sem sol direto será o ideal, perto de uma janela será um exemplo.

4º No caso da adubação, não sou especialista, por isso qualquer adubo para orquídeas e usado com as instruções do fabricante deverá fazer o esperado. No meu caso gosto dos adubos líquidos que misturamos com água e que se coloca mensalmente.

 5º Agora vamos ao truque que aprendi com uma senhora que cultivava bastantes. Então é assim, para regar é colocar a orquídea num alguidar com a água a tépida, água a temperatura da mão. De maneira a que coloque a mão e não esteja quente mas nem fria, esteja a temperatura ambiente. Assim colocamos lá a orquídea por aproximadamente 10 minutos. Depois do tempo decorrido, deixamos que a água escorra do vaso completamente e colocamos novamente no sitio escolhido. Quando saber se deve voltar a regar, nestas orquídeas é fácil basta olhar para as raízes, quando tiverem num tom de cinza, voltamos a regar. Lembrando que é mais fácil matar uma orquídea com excesso de água, do que com falta dela. Por isso, eu rego as minhas de 15 em 15 dias no inverno e de 8 em 8 dias, ás vezes mais, no verão. Certo que, essas referencias dependem do ambiente onde as orquídeas estão. Uma orquídea dentro de casa aqui não tem as mesmas necessidades que uma orquídea no Brasil por exemplo.

 

E assim, penso que cobri todos os aspetos de cultivo das orquídeas phalaenopsis, e assim terão lindas plantas que lhes vão dar de presente lindas flores.

Algumas das minhas:

  13592320_1094069613972775_1235903339688930122_n.jp20768172_1480723638640702_1477888437759890586_n.jp18813813_1404686179577782_89855193387997482_n.jpg

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.