Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

(d)Eficiente Dona de Casa

Quando se tem uma doença degenerativa não é o fim do mundo. Aprendemos a adaptar o nosso mundo para funcionarmos. Venho dar dicas úteis para quem tem as mesmas dificuldades. Esta sou eu e o meu dia-a-dia.

Texto Deficiência na Mulher


01.10.18

Não podia concordar mais, ser mulher com deficiência não é fácil, mesmo a nível da auto-estima...


"A DEFICIÊNCIA NÃO PODE IMPEDIR QUE A MULHER SEJA MULHER!!!

Hoje o assunto é mulher!!! Leio muita coisa sobre o tema, pois a mulher é complexa, o que não falta é assunto relacionado a mulher, tais como, moda, beleza, menstruação, ginecologista, sexualidade, trabalho, corpo, gravidez, dentre outros...


A deficiência não pode impedir que a mulher seja mulher!!!

O mundo da mulher é vasto e a nossa sociedade sabe disso e explora isso muito bem. Agora, o que eu não vejo é sobre a mulher com deficiência, como sempre né? A pessoa com deficiência não é vista como um sujeito que faz parte da sociedade, que precisa participar dela ativamente! Uma mulher com deficiência tem que ir ao ginecologista, como faz?

 

Não, não é indo em qualquer um, pois tem diversos profissionais que não sabem lidar com a deficiência. Alguns vão simplesmente ignorar, outros vão mandar a paciente procurar outro médico, uns vão falar bosta e assim vai... E aí a mulher com deficiência não consegue se cuidar?

 

Parece que o hospital Pérola Byington tem esse serviço, vou deixar aqui o site para quem precisar e para que vocês divulguem!!!! Ah, se alguém já usou esse serviço, por favor conte como foi ou se sabem de outros lugares que atendam mulher com deficiência, fala para o gente divulgar...

 

Falar agora sobre beleza, mais especificamente, salão de beleza. Nossa, já fui em cada salão, que me olhavam com uma cara de assombração, o que este ser quer fazer aqui? Ué, sou mulher, quero cortar o meu cabelo, fazer reflexo, a unha, sobrancelha, depilação, qual é o problema?

 

O problema é que as pessoas não olham o sujeito com deficiência como um ser humano comum! Os salões de beleza deviam ser preparados para receber a pessoa com deficiência, em todos os sentidos, no atendimento, na acessibilidade, não conheço um salão acessível!!! Poxa, a mulher com deficiência quer se cuidar, como qualquer um.

A DEFICIÊNCIA NÃO PODE IMPEDIR QUE A MULHER SEJA MULHER!!!

Moda, eu já ouvi tanta gente falar em relação a mim, usa qualquer coisa, uma calça de moletom tá bom, afinal você tem uma deficiência e precisa facilitar, roupa é um detalhe para você!!! O sua cara pálida, você veste qualquer coisa? A roupa para você é mesmo apenas um detalhe? Pô, que sacanagem!!! Que mulher que não gosta de se arrumar?

 

Outra coisa, podia ter modelos com deficiência, afinal estamos ai, no mundo, na sociedade, consumimos, alias, eu adoro comprar!!! Corpo, gente esta é uma coisa que eu sinto muita falta!!! Hoje, o que mais se fala é de dieta, malhar, ter uma vida saudável.

 

As academias, os parques estão cheios, a mídia foca nisso demais, a internet, o que tem de gente ficando formosa só porque dá dicas saudáveis!!! E ai eu te pergunto, e a gente, que tem alguma deficiência, como fica? Eu particularmente, me cuido, faço dieta.

 

Adoraria fazer mais pelo meu corpo, malhar, no entanto ainda não encontrei uma academia acessível, com profissionais preparados para as minhas necessidades. E aí, como faz? Por que a mulher com deficiência não pode trabalhar o corpo?

 

Vamos falar agora sobre gravidez, poderia ter falado junto com o ginecologista, mas não quero falar agora sobre o médico, mas sim sobre a reação das pessoas quando se deparam com uma mulher com deficiência grávida.

Então galera eu passei por isso, tem gente que acha um absurdo, outras ficam chocadas, umas indagam: Como assim? Você tem relação sexual? Respondo: Não fiz sozinha!!! E na rua, me olhavam como se tivesse sido abusada.

 

Algumas pessoas ignoram tanto a pessoa com deficiência que nem sequer percebe que é uma mulher comum, que está grávida, gerando uma vida, que isso é mágico, incrível!!! Precisamos falar mais e mais sobre a mulher com deficiência, há milhares de tabus que precisam ser quebrados.

 

Se fala tanto de mulher e sabemos da necessidade disso e por que deixam a mulher com deficiência de lado, nas margens? Levantem mais questões sobre a mulher com deficiência, para a gente conversar, pensar, tirar dúvidas... Estamos aqui no território deficiente para isso!!!"

Texto original da Carolina Câmara do Blog: Um sonho a mais não faz mal

4 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D